veja nosso
último artigo

Industrialização 16 de Dezembro de 2020

Steel Frame: o que é e benefícios para a construção

Leonardo Jacomini

Caso você já seja um profissional do setor ou um entusiasta quando o assunto é construção civil, sabe que a industrialização é parte do futuro. Ela é importante para que o canteiro de obras evolua e traga inovações que ajudem em diversos desafios, como é o caso da construção em sistema steel frame.

Conhecido também como light steel frame é um tipo de construção formada por uma estrutura metálica a partir do uso de perfis de aço galvanizado formados a frio como elemento estrutural. O fechamento é feito por placas formadas a partir de diversos materiais, como placa cimentícia, madeira, drywall, entre outras.

Nesse texto você confere porque o steel frame pode ser um ótimo ajudante na questão habitacional e como pode ajudar empresas na questão sustentável. Confira todos os benefícios.

Por que construir em Steel Frame?

Há algumas vantagens interessantes quando analisamos os benefícios em construir no sistema steel frame e isso comprova o quanto isso é uma promessa de futuro no mercado da construção civil.

Um dos principais benefícios do steel frame é ser considerado uma construção seca, ou seja, não utiliza água na montagem. Esse diferencial faz com que o recurso seja economizado e ainda deixa o canteiro limpo, já que além de menos materiais, a armação já vem da fábrica cortada nos moldes precisos, dando precisão aos cálculos quantitativos e de execução - otimizando a produtividade dentro do canteiro.

Dessa forma é possível economizar água e a geração dos resíduos é considerada insignificante, por isso é uma ótima escolha quando o assunto é sustentabilidade.

Já no social, o steel frame pode ajudar as construções habitacionais como o programa “Minha Casa, Minha Vida” e na redução do déficit habitacional no Brasil, levando em conta a produção mais veloz em menor tempo a um custo reduzido de materiais e mão de obra.

Confira outros benefícios do steel frame:

  • Agilidade na entrega: algumas casas podem ser finalizadas em torno de 15 dias;
  • Precisão: redução de erros e dispensa a necessidade de cortes de peças;
  • Isolamento térmico e acústico;
  • Redução do peso da estrutura: possibilita uma construção e fundação mais simples;
  • Sustentável: não há desperdício de água, geração de resíduos e ainda há reciclagem do aço;
  • Mais barato: se comparado ao sistema convencional de concreto e estruturas metálicas;
  • Mais opções de acabamento: pode ser utilizado diversos materiais e até a combinação deles.
  • Versatilidade: paredes podem ser mudadas ou pavimentos adicionados.

Componentes do Steel Frame

Não é difícil de identificar uma construção em steel frame. A estrutura entrega de cara, já que é um sistema de armações de aço prontas para receberem o revestimento interno e externo. Lembrando que esse tipo de construção permite mais de um pavimento. Veja a composição básica do steel frame:

  • Estrutura

Os painéis estruturais são produzidos com perfis de aço zincados dobrados a frio.

  • Fechamento

Para o fechamento da estrutura em steel frame podem ser utilizados diversos materiais ou até mesmo a combinação de alguns deles. Confira:

  • Placa Cimentícia: placas produzidas em cimento e podem ser reforçadas com fibra sintética;
  • OSB (Oriented Strand Board - Placa de vertente orientada): painéis produzidos com camadas de madeiras sobrepostas e a cada camada o sentido dessas lascas são alterados;
  • Drywall: composta por aço galvanizado e chapas de gesso acartonado aparafusadas. Pode ser usada como material termoacústico a partir do uso combinado com duas chapas e recheadas com lãs minerais (sistema sanduíche);
  • OSB + Placa cimentícia: combinação de dois materiais que agregam mais resistência;
  • Alumínio composto ou ACM: (Aluminum Composite Material) camadas sobrepostas de alumínio com miolo de polietileno, que podem ser utilizadas no revestimento de fachadas, coberturas e marquises.

 

  • Divisórias

As divisórias são montadas com painéis de gesso acartonado unidos por uma fita microperfurada recoberta com massa. Normalmente essas divisórias são de qualidade e podem aguentar objetos com até 10kg ou reforçadas para que aguentem mais.

A facilidade das divisórias é a facilidade de passar tubulações das redes hidráulicas e elétricas, além de poderem receber tratamento térmico e acústico. Outro ponto positivo é poder fazer reparos se necessário sem grandes problemas.

  • Cobertura

Assim como o fechamento, a cobertura também pode receber diferentes materiais, sempre as escolhas vão depender do projeto arquitetônico. Entre as opções estão:

  • Telhas de cerâmica;
  • Telhas shingle: feita de material asfáltico e são mais leves e resistentes, além do apelo estético;
  • Lajes impermeabilizadas;
  • Telhado verde;
  • Telhas metálicas.

Ainda faltam incentivos para que o steel frame seja mais utilizado em construções no Brasil, absorvendo seus principais benefícios, tanto para quem constrói quanto para o cliente. Isso sem falar no meio ambiente, somado a custos menores e agilidade na entrega.

Por uma questão cultural, profissionais e empresas encontram dificuldades em pensar em evolução, e isso pode ser grave daqui um tempo, podendo estes perderem espaço no mercado.

É preciso capacitação e incentivo ao sistema industrializado dentro dos canteiros, já que a mão de obra é outro empecilho que restringe a adoção dessas tecnologias e certamente será uma aposta valiosa para os próximos anos.