Startups mostram diversidade de soluções inovadoras para o mercado imobiliário

Redação Enredes / 10 de dezembro de 2021

Realizado duas vezes por ano pelo CTE enredes, o Encontro com Startups vem se consolidando como uma oportunidade para as empresas da cadeia da construção se aproximarem do ecossistema de inovação. A edição mais recente do evento ocorreu em novembro, em plataforma online, reunindo mais de 80 profissionais, representantes de empresas associadas às Redes Construção Digital e Industrializada (RCDI) e Construção Sustentável (RCS).

A programação teve início com palestra de Juliana Alencar, consultora de inovação aberta na Suvinil. Ela mostrou como a empresa do grupo Basf vem trabalhando para agregar valor e diferenciação em seus produtos e serviços. Ao longo dessa jornada, a fabricante de tintas desenvolveu dois programas de inovação. O primeiro deles é o Fora da Lata, realizado em parceria com a Liga Ventures para aceleração de startups. Em seu terceiro ciclo, o programa conquistou aproveitamento de 75%. De oito startups aceleradas nos dois primeiros ciclos, seis já têm contrato com a Suvinil, oferendo soluções variadas para melhorar a experiência do consumidor, desenvolver processos e tecnologias para o processo de pintura e para indústria 4.0, por exemplo.

Outra iniciativa da empresa é o Você Transforma para empoderar colaboradores e transformá-los em protagonistas de novas ideias. “O objetivo é criar multiplicadores engajados com inovação, ensinar as pessoas a tirar as ideias do papel e a trabalhar como um time colaborativo, de forma ágil”, comentou Alencar.

Apresentação de startups

A programação do Encontro continuou com pitches de sete startups com soluções para o mercado imobiliário e para a construção civil. Apresentaram-se na ocasião:

Deal Wall — Plataforma de negócios que realiza conexões P₂P (Peer to Peer) entre o incorporador e o investidor. “A nossa pretensão é tirar a dependência financeira para o desenvolvimento imobiliário e democratizar o investimento via SCP (Sociedade em Conta de Participação) por um marketplace”, explicou o CEO da empresa, Saulo Nunes. 

Bravve — Apostando no futuro do trabalho híbrido, desenvolve soluções como a plataforma para gestão de equipes remotas. Co-fundadora da Bravve, Roberta Carvalho diz que a ideia é resolver simultaneamente as dores da empresa que precisa gerir o trabalho remoto, do usuário que busca espaços acessíveis e equipados e do real estate, que sofre com a ociosidade dos espaços corporativos.

Xtay — Gestora de aluguéis de curta e longa estadia, trabalha com uma ferramenta digital para hospedagem em apartamentos. A Xtay é uma joint venture que reúne uma operadora hoteleira (Atrio Hotéis), um escritório de design de interiores (My Blend Design) e um desenvolvedor de sistemas de controle de acesso e de hospitalidade (Sanctuary Venture), explicou o CEO Roberto Caputo.

Stattus 4 — Desenvolve soluções baseadas em Internet das Coisas e em inteligência artificial para reduzir o desperdício de água e de gás. Destaque para o Fluid Movel para detecção de pontos de vazamento, e para o Fluid IoT. Este último, “usa telemetria para coletar dados e trazer informações sobre problemas como vazamentos e fraudes em tempo real”, contou Marília Lara, CEO e co-fundadora da Stattus 4.

Modularis — Trabalha com construção modular off-site há dez anos para atender diferentes segmentos. “As maiores dores das construtoras são a incapacidade de terminar a obra no prazo e dentro do orçamento previsto. A construção off-site resolve esses problemas em função da produção em ambiente controlado e da dedicação de mais tempo no desenvolvimento de projeto”, destacou Paulo Salvador, CEO da empresa, que mantém parceria técnica com a ArcelorMittal.

Prevision — Desenvolveu uma plataforma para planejamento de obras em alinhamento com o lean construction. Aplicado em mais de 1300 empresas, o software contempla recursos como cronograma visual, inspirado na linha de balanço, e gerenciamento de restrições. “A centralização de informações, a integração com o BIM, o empoderamento do time de obra e a comunicação fácil entre escritório e canteiro são alguns motivos que justificam o interesse por essa tecnologia”, revelou Paula Lunardelli, CEO da Prevision.

Eloverde — Oferece um software para automação de processos ambientais e gestão de ponta a ponta para aumentar a performance de consultorias ambientais, indústrias, transportadores e destinadores de resíduos. “Por meio de app móvel, a plataforma facilita a coleta de dados para atender as exigências dos órgãos ambientais e centraliza as informações para otimizar a gestão”, explicaram André Fraga, CEO, e Caio Dalla Zanna, sócio na Eloverde. 

ator Redação Enredes

Notícias Relacionadas