5G deve impulsionar o desenvolvimento de cidades inteligentes

Redação Enredes / 12 de março de 2021

As cidades inteligentes são locais onde as redes e serviços tornam-se mais eficientes com o uso de tecnologias digitais e de telecomunicações. Seu objetivo é  atingir um alto nível de desenvolvimento urbano sustentável e melhorar a qualidade de vida dos cidadãos.

A introdução das redes 5G estabelece um novo paradigma no desenvolvimento de soluções para essas localidades. Isso porque a quinta geração da tecnologia de telecomunicações móveis promete uma cobertura mais ampla e eficiente associada à velocidade de navegação e de download  de 20 a 100 vezes superiores em comparação a uma conexão 4G. Além disso, o tempo de resposta é sensivelmente menor, permitindo uma comunicação praticamente em tempo real. 

Ao viabilizar tais índices de velocidade, transmissão de dados e desempenho, o 5G representa um passo importante no processo de transformação digital das cidades inteligentes. Com essa evolução, será mais fácil solucionar problemas do cotidiano, melhorar os serviços prestados à comunidade e proporcionar qualidade de vida aos usuários.  

Impactos do 5G 

A tecnologia 5G é utilizada em alguns países da Ásia e da Europa desde 2019. Um bilhão de pessoas, ou 15% da população mundial, já vive em áreas com cobertura 5G. No Brasil, o novo padrão deve chegar somente no fim de 2021 ou início de 2022, segundo expectativas do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. 

Assim como o 4G ajudou a converter os celulares em smartphones, o 5G tem potencial para criar as smart cities. Afinal, o novo padrão pode acelerar aplicações da Internet das Coisas (IoT), Inteligência Artificial e Big Data, tecnologias capazes de coletar e analisar uma grande quantidade de dados sobre as questões urbanas, além de automatizar processos que ainda são executados manualmente. 

As informações coletadas por sensores e transmitidas via 5G podem ser aplicadas, por exemplo, em:

  • Transportes — As redes 5G ampliam as oportunidades para a construção de soluções de transporte inteligentes e para o uso de veículos autônomos.
  • Segurança pública — Sistemas de análises de vídeo em tempo real conjugados com softwares de reconhecimento facial e inteligência artificial, podem ser utilizados para identificar situações perigosas com antecedência;
  • Situações de emergência — Os sensores espalhados por toda a cidade e sua comunicação por Internet também podem criar uma revolução nos serviços públicos. Bombeiros serão capazes de analisar a estrutura de prédios em chamas por realidade virtual, ambulâncias inteligentes terão acesso a dados de smartwatches dos pacientes e redes de energia elétrica gerenciarão o fluxo de forma mais eficiente, gerando economia. Além disso, veículos de emergência poderão circular livremente pela cidade após conectar-se a uma rede que se comunica com sinais de trânsito.
  • Mais eficiência à infraestrutura urbana — Tecnologias inteligentes e o uso de sensores abrem uma possibilidade enorme para detecção precoce de falhas de manutenção em redes de infraestrutura. Isso diminui transtornos à população com a interrupção não programada de serviços e reduz custos de operação.

Por que isso é importante? 

Mais do que uma melhoria, o 5G significa um avanço gigante em relação aos padrões anteriores de telecomunicações. Com ele, será possível ter até um milhão de conexões simultâneas para cada quilômetro quadrado. Isso significa que, além de dispositivos pessoais, muitos outros objetos e sensores serão capazes de capturar informações e dialogar entre si.  

A transformação digital das cidades é chave para garantir segurança e qualidade de vida às pessoas e sustentabilidade ambiental. É, também, vital para adicionar eficiência à gestão de estados e municípios.   

Segundo estudo da consultoria McKinsey publicado em 2018, uma cidade mais conectada pode diminuir a criminalidade em 40%, reduzir gastos de saúde em 15% e dar 30 minutos por dia a cada cidadão. 

Por meio da Unidade Smart Cities & Infraestrutura Sustentável, o CTE atua em projetos de escala urbana e de infraestrutura com consultoria técnica nas áreas de sustentabilidade, tecnologia, inteligência e inovação. Abordamos o desenvolvimento urbano considerando conectividade, pedestrianismo, conforto ambiental, biodiversidade, eficiência energética, conservação hídrica, gestão de resíduos, materiais sustentáveis, governança e desenvolvimento local da conceituação à construção e operação. Entre em contato para saber mais.

ator Redação Enredes

Notícias Relacionadas