veja nosso
último artigo

Tecnologia 23 de Setembro de 2020

O que é Smart Building ou edifícios inteligentes?

Leonardo Jacomini

Resumo do texto

  • Smart Buildings são edifícios inteligentes que contêm tecnologia e principalmente inteligência artificial para otimizar a vida das pessoas através das construções;
  • A partir desse conceito os prédios aprendem as necessidades dos humanos e otimizam tempo, espaços e geram menos desperdício; 
  • Através de dados é possível elencar diversos benefícios do conceito smart building, como prevenção de falhas e melhor gestão.

Vivemos cada vez mais a era das coisas inteligentes. Somos cercados de tecnologia e ferramentas que proporcionam a captura de dados para oferecer experiências mais completas. Os edifícios inteligentes ou Smart Buildings procuram otimizar a performance da construção e a vida das pessoas que nela habitam.

Aqui no enredes nós já falamos das cidades inteligentes ou Smart Cities, ou seja, cidades que utilizam a tecnologia para promover qualidade de vida por meio de processos que garantam segurança, mobilidade, sustentabilidade entre outros quesitos.

Os edifícios não deixam de ser “mini cidades” onde abrigam em um único lugar dezenas ou centenas de pessoas. Segundo um estudo do início do século da National Human Activity Pattern Survey (NHAPS), revelou que as pessoas passam quase 90% de suas vidas dentro de edifícios. Com o passar do tempo esse número só aumentou impactado pela demanda de mais pessoas morando nas zonas urbanas.

Isso mostra que é necessário entender o que as pessoas esperam desses lugares que vivem, seja como moradia ou como espaço de trabalho. O conceito de Smart Building vem para sanar justamente esse problema, acompanhado da ajuda da internet das coisas (Internet Of Things - IoT em inglês).

A maioria dos produtos de hoje já saem de fábrica prontos para serem conectados a uma rede wireless e funciona por comando de voz, celular, gestos, entre outros. Esses equipamentos ajudam a vida nos edifícios a se tornarem mais inteligentes.

O que é tornar um edifício inteligente?

O benefício de tornar um edifício inteligente parte de gerir melhor recursos, reduzir custos e promover a melhor qualidade de vida dos usuários. Uma construção que conta com a tecnologia tende a gastar menos com energia, água e outros bens, já que pode ter todo o sistema automatizado, como luzes que se apagam sem ninguém no ambiente ou o ar condicionado que desliga automaticamente quando entende que uma reunião acabou ou quando não há pessoas naquele espaço.

Além disso, a promoção de um ambiente mais saudável com experiências positivas para os habitantes pode ir desde o reconhecimento facial, desafogar a portaria de um prédio até mesmo o celular que mostra uma vaga disponível na garagem. Sem contar a segurança, que deve ganhar muito com o conceito de smart building.

Em resumo, tornar um edifício inteligente é utilizar a tecnologia para compartilhar informações sobre o que está acontecendo no próprio prédio a partir de dados em tempo real utilizando automação para otimizar os serviços e até futuras construções.

Outro ponto positivo está direcionado aos síndicos ou donos de edifícios: reduzir custos com a manutenção predial, mudando de preventiva para preditiva.

Benefícios dos Smart Buildings ou edifícios inteligentes

Aqui no Brasil ainda é difícil ver construções genuinamente inteligentes, que sejam projetadas ou reformuladas ao longo do tempo para se tornarem construções inteligentes. Isso se deve primeiro por uma cultura pouco difundida e por desafios de investimento, mesmo sabendo que com a implementação do sistema smart, os benefícios serão maiores e os custos se pagarão durante os anos perante a economia e melhor gestão de recursos.

Pensando exatamente por este caminho, elencamos alguns dos benefícios que um edifício inteligente pode trazer para todo esse sistema que inclui moradores, gestores, obras e meio ambiente.

1 - Prevenção de falhas

Com a tecnologia de monitoramento é possível detectar riscos de falhas nos sistemas e construção dos edifícios. Com o processamento desses dados através de inteligência artificial, ações preventivas são feitas antes que um problema apareça ou tome a melhor solução em causa de “pane”.

2 - Dados

O maior benefício dos Smart Buildings são os dados coletados. Eles são ricos por proporcionarem ações e medidas exatas - com base no processamento da inteligência artificial a experiência dos usuários é aprimorada e essas soluções são mais imediatas e assertivas.

3 - Gestão de uso de água

Um dos bens mais preciosos do mundo e que sempre vira pauta por estar ameaçado no futuro é a água - uma preocupação que pode ser otimizada nos edifícios inteligentes. É preciso monitorar o uso de água e evitar o desperdício com torneiras abertas, além de identificar desvios fora do padrão.

4 - Gestão de uso da energia

O mesmo acontece com a energia, com monitoramentos especializados e sistemas inteligentes que desliguem aparelhos. A economia energética é um grande diferencial.

5 - Colabores e pessoas mais produtivas

Quando um espaço é pensado nas pessoas que vão utilizá-lo, ele se torna mais produtivo. Smart Buildings oferecem mais conforto e se preocupam com o valor gerado às pessoas, por isso é sinônimo de aumento de produtividade e bem-estar.

6 - Economias no geral

Além de ser um ótimo catalisador ao meio ambiente ajudando a processar menos resíduos e diminuindo o desperdício de recursos, os edifícios inteligentes agregam em economia para seus gestores com um sistema que é capaz de identificar falhas, entender diferentes tipos de consumo e otimizar o trabalho manual, dessa forma é possível a melhor utilização dos recursos.

Dúvidas gerais sobre construções inteligentes

Pessoas que encabeçam o setor da construção civil ainda podem ter algumas dúvidas quanto ao tema de construções inteligentes. Nós resumimos cinco aqui neste texto, Confira:

Construções inteligentes são caras?

Os investimentos em edifícios inteligentes se pagam dentro de um ou dois anos, observando sistemas que ajudam na economia de energia e outros recursos. O sistema inteligente é comprovadamente o melhor meio de gerenciamento de problemas em equipamentos caros e gestão da construção.

Um edifício só pode ser inteligente começando do zero?

Não. Existem edifícios com a tecnologia Smart Building implementada depois de anos construídos e se mostraram eficazes nos benefícios destinados a este sistema. Uma construção não precisa ser construída do zero para ser inteligente, basta transformá-la aplicando os conceitos.

Os usuários são atraídos por este tipo de construção?

Tudo que melhora a nossa vida e rotina são bem-vindos, não é mesmo? Cada vez mais as pessoas se interessam por bem estar e construções ligadas a questões ambientais. Um espaço onde ela viva ou trabalhe, que ofereça este tipo de benefício certamente se tornará valioso e com um potencial diferenciado dos tradicionais.

Edifícios inteligentes são difíceis de operar?

Smart Buildings são bem mais fáceis de serem geridos e sua operação é simplificada pela tecnologia - diferente de edifícios que necessitam de sistemas automatizados. Ser inteligente na construção é poder integrar diversos sistemas de gerenciamento e contar com o processamento de inteligência artificial. São eles que fornecem os dados e avisam problemas atuais ou futuros - o que facilita todo o trabalho.

Smart Building tem apelo nas vendas?

Muito. Como comentamos, as pessoas se interessam por tranquilidade e espaços produtivos apoiados na tecnologia. Esse pode ser um grande apelo de vendas para o setor imobiliário, um grande chamariz que certamente ganha destaque na cidade.

Ainda precisamos de mais discussões como essas, onde as inovações do setor da construção civil ganham espaço e podem ser compartilhadas por aqueles que fazem acontecer - projetistas, engenheiros, arquitetos, construtoras e a população, já que ela é uma das beneficiadas na ponta de tudo. 

E o enredes tem ajudado nessa tarefa de conversas sobre as inovações do setor. O que surge de novo, sempre está por aqui, por isso não perca os conteúdos e fique ligado em nossos canais. Para quem é da área, é rotina obrigatória.