veja nosso
último artigo

Tecnologia 16 de Outubro de 2020

Inovações tecnológicas ao setor imobiliário

Pedro Costa

RESUMO DO TEXTO

  • O acréscimo do uso de tecnologias contribui para a criação de novos comportamentos de consumo dentro da sociedade; 
  • Tecnologias apresentam tours virtuais de imóveis proporcionando economia de tempo e dinheiro;
  • Startup cria aplicativo financeiro para facilitar a vida do corretor;
  • Serviços antes custosos e caros, hoje estão mais acessíveis por conta das startups dos convidados.

O avanço da tecnologia é um impulsionador para novos hábitos de consumo na sociedade. O período denominado “Era da Informação” - após os anos 80, é demarcado pelo crescente uso de componentes digitais intermediadores, sejam entre pessoas ou ambiente.

Dados recém divulgados pelo Google apontam que 88% de novos compradores de imóveis realizam buscas antes de fechar o negócio - o que mostra a importância da inovação para o setor imobiliário. Diante da novidade, o canal do enredes no Youtube realizou um webinar para debater acerca de startups e soluções inovadoras para o mercado imobiliário. Os convidados foram Cristina Pena - CEO da Dataland, Renato Rodrigues - CEO da Banib, Marcos Li - CEO da Webropay e Ricardo Macedo - CEO & Co-founder da IMDesigns. Roberto de Souza, CEO do CTE enredes, conduziu os profissionais. 

Startups como a Dataland, totalmente digitalizada, processaram os quase 3,5 milhões de lotes da cidade de São Paulo em várias dimensões - o objetivo era auxiliar os clientes na melhor tomada de decisão. Segundo Cristina P., estarmos conectados proporciona uma capacidade analítica superior ao mercado. “Temos o objetivo de apoiar o desenvolvimento econômico e a qualidade de vida das pessoas com melhores estudos vocacionais e na viabilidade dos terrenos”, explicou.

Utilizando gadgets (dispositivos eletrônicos portáteis) a IMDesigns contribui para o mercado imobiliário com a apresentação de decorados virtuais. "Hoje é possível mostrar uma versão 3D de uma planta, assim como a realidade aumentada ajuda na visão 360º do empreendimento”, demonstrou Ricardo M. A startup ainda propõe a realidade mista, indicada para uso corporativo.

De acordo com a apresentação de Marcos L., a Webropay nasceu para resolver o problema na operação de vendas entre corretores e o mercado imobiliário. “O principal benefício está em levar a esses profissionais todas as informações de maneira facilitada no celular”, mostrou. O CEO disse que a startup possui uma forma de pagamento diferenciada para esse público (corretores) carente de tecnologia. 

Focada no trabalho com tours virtuais desde 2010, a Banib se mostrou pioneira no segmento. De acordo com o CEO, Renato R., há 10 anos esse processo era caro e complexo. "Ninguém falava disso por aqui. Nós usávamos câmeras pesadas e aparelhos que custavam uma fortuna, até que criamos uma plataforma para que as pessoas pudessem elaborar com o celular uma imagem 360º do imóvel”, relatou. Renato conta que durante a Pandemia houve um aumento significativo da busca pelo serviço que presta junto à Banib.

Inspirações que levaram à criação

A partir da identificação de dores no mercado imobiliário, os convidados compartilharam como foi o processo de criação das startups. Ricardo M., alegou que a vontade de um potencial cliente foi o engodo que precisavam. “Ele queria que o cliente confundisse o real e o digital e nós trabalhamos para gerar esse impacto”, expôs. O que era muito complexo e caro, foi reinventado pela empresa. 

Marcos L., percebeu a existência de diversos players de investimento em tecnologia, porém o nicho voltado aos corretores sofria com a falta de recursos. “Usando a minha experiência em desenvolver softwares para mercados financeiros, fizemos essa plataforma (Webropay) e conseguimos um grande parceiro que nos ajudou a criarmos relações com os corretores”, contou. Para Renato R., a plataforma de Marcos é um facilitador das relações de compra e venda, além da própria vida do corretor. “Por ano um corretor gasta até 40 mil reais com visitas presenciais e esse instrumento veio para inovar e sanar isso”, aferiu. A Webropay tem como missão descomplicar a vida financeira de corretores de imóveis.

Resultados e benefícios aos clientes

Ao tratarem das vantagens aos clientes, Ricardo M., aponta a economia, versatilidade e facilidade que a tecnologia proporciona. “O nosso produto é substituto. O decorado real é muito caro e aí entramos com o benefício de economia em curto prazo e só precisamos mostrar ao cliente o quanto ela é melhor”, articulou. Para o convidado, agregar valor e ajudar a vender com economia no curto prazo é o melhor resultado que pode-se alcançar.

Segundo Renato R., no mercado da construção em 2018 e 19, um cliente possuía processos de vistoria demorados que implicavam em grandes despesas. “Com o tour virtual nos empreendimentos, reduzimos o tempo e foram economizados quase 4 milhões de reais ao ano”, falou. O CEO da Banib reconhece as dificuldades de aceitação no mercado. “Ainda estamos ‘culturando’ o mercado. Talvez daqui três anos esteja melhor, seja ao comprador ou a imobiliária, que ainda não estão totalmente favoráveis à tecnologia”, lamentou. 

Para garantir a qualidade na entrega equiparada às estratégias de escalada dos negócios, Cristina P., acredita no engajamento das equipes de trabalho como diferencial. “Temos que ter uma operação estruturada com visão clara de onde queremos chegar”, disse. Renato R., alega a importância de transformar o modelo BIM em uma versão democratizada para todas as plataformas. “Isso é um verdadeiro desafio, mas já trabalhamos com exclusividade aqui no Brasil”, concluiu. 

Startups como a dos convidados, desenvolvem e aplicam soluções inovadoras ao mercado imobiliário. Ações como a do 28º webinar enredes, fomentam discussões na cadeia construtiva e incentivam o uso de tecnologias para propiciar novos hábitos e facilidades aos clientes. 

Acompanhe o webinar tema deste texto: