veja nosso
último artigo

Inovação 15 de Dezembro de 2020

Filosofia Lean visa sustentabilidade na construção civil

Pedro Costa

Resumo do texto:

  • A Filosofia Lean voltada à satisfação dos clientes;
  • A aplicabilidade dessa cultura na construção civil e a mudança de culturas; 
  • Princípios de gestão da filosofia Lean: Valor, Fluxo de Valor, Fluxo contínuo, Produção Puxada e Perfeição;
  • Redução de custos e sustentabilidade para indústrias da construção. 

O estudo da Filosofia Lean está conceituado em uma gestão que otimiza custos e reduz  tempo e desperdícios de uma empresa, orientada à potencialização de resultados e ao envolvimento das equipes em busca de melhorias continuadas. Umas das estratégias principais dessa filosofia está voltada à satisfação dos clientes, pois parte do princípio de que tudo será pensado para o consumidor final. Para que isso seja aplicável e funcione, é necessária uma mudança de cultura no sistema de gestão - e isso demanda um certo tempo. 

Pensando na aplicabilidade desse método na construção civil, o enredes promoveu um webinar com Flávio Picchi, Presidente do Lean Institute Brasil, Rubens Garcia, Diretor de Construção da Habiarte, Giancarlo De Filippi, Diretor da Unidade de Gerenciamento do CTE e Thomas Martin Diepenbruck, Superintendente Técnico da HTB. 

Comparado a outros setores, o Lean demorou para chegar nas muitas áreas de atuação da construção civil. Segundo o convidado Flávio P., há negócios ainda em estágios iniciais de aplicação  - o que é totalmente normal. "O Lean é feio para apoiar a empresa e torná-la mais competitiva. Isso acontece com uma mudança cultural em longos prazos", diz. 

Para tornar os processos de trabalho mais satisfatórios, o estudo Lean possui cinco princípios de gestão. São eles: Valor - reconhecendo o que o cliente deseja, Fluxo de Valor - reconhecendo e eliminando desperdícios, Fluxo Contínuo - fazer fluir o negócio reduzindo etapas, Produção Puxada - desenvolvendo apenas o que o cliente deseja e a Perfeição - com pessoas e produtos oferecendo puro valor.

Benefícios para toda uma rede

Para que a filosofia Lean fosse bem aplicada na empresa que Rubens G. é diretor de construção, foi necessário treinamento e capacitação dos gestores, identificação de desperdícios nas obras, maior envolvimento de equipes, ferramentas para gestão incorporadas no dia-a-dia, dentre outras mudanças significativas em processos. Após seis anos do primeiro passo, as evoluções são perceptíveis. "Hoje reduzimos até 22% em custos de obras e é por isso que o Lean funciona. Temos que mostrar resultados aos trabalhadores para que eles vejam e apliquem a filosofia todos os dias", explica. Redução de custos, recuperação de prazos, redução de desperdícios, aumento na produtividade, minimização de retrabalhos nas obras e melhor organização do canteiro, são outros benefícios apresentados pelo convidado. 

Agregação de valor aos clientes é um ponto considerado importante pelos profissionais. Para Thomas M., ao entender isso, se dá foco na real necessidade do público. "Incorporar Lean no seu sistema de produção (em alguns anos) proporciona diferencial competitivo com clientes mais satisfeitos", fala. O participante do webinar defende que é preciso enxergar a eficiência do uso de recursos, de uma ponta a outra, de serventes e mestres de obra, até a alta gestão. "Apenas dessa forma nós iremos perceber uma real redução nos desperdícios, seja em tempo, dinheiro e material", defende. 

Rubens G., compartilha dos mesmos ideais. Para ele, as ferramentas Lean precisam sair da base, uma vez que os trabalhadores em campo muito contribuem com novas culturas. "A avaliação de uma obra se faz em um tripé: prazo, custo direto e qualidade. Conceitos Lean não são apenas ferramentas, mas sim ideias e é preciso entendê-las. Diversas ferramentas Lean aplicadas em diferentes segmentos das obras levam a reduções - e isso tem que sair da base dos colaboradores", diz. 

Outro ponto interessante, além dos prazos reduzidos, menores índices de desperdício e custos é a estabilidade. Para o Diretor da Unidade de Gerenciamento do CTE, Giancarlo F., quando usamos uma filosofia como a Lean em equipes mais autônomas e atreladas ao valor, temos rapidez na solução de qualquer problema. "Isso proporciona tranquilidade e estabilidade. É importante implantar aos poucos essas ações, para que as pessoas percebam os resultados positivos e mudem suas mentalidades ``, entende. Segundo o convidado, a construção civil ainda é restritiva à mudanças - um dos melhores caminhos apresentados no bate-papo está na exposição de problemas e debates para solução.

Os gargalos do Lean na construção civil

Para mudar a mentalidade na cadeia de fornecimento - vista como uma área onde há atrasos na implantação de novas culturas, é preciso mostrar ao fornecedor os reais benefícios para convencê-lo mais facilmente. Thomas M., fala que é preciso engajar outras áreas também. "O projetista tem que estar envolvido desde o início. Ir a campo para só depois resolver possíveis problemas nos projetos não pode existir", explica. 

É imprescindível  estudar o fluxo de valor dentro de cada empreendimento, pois só desse modo percebemos desperdícios. "É exatamente na inter-relação entre fornecedores e na entrega de material que enxergamos esse ponto. É preciso mudar culturas", defende Giancarlo F. O profissional entende que desse modo é possível deixar construções mais enxutas. 

É necessário repensar os processos construtivos com paciência para que se tornem eficazes, sustentáveis e inovadores como a filosofia Lean propõe.

Acompanhe ao webinar na íntegra: