veja nosso
último artigo

Atualidade 6 de Julho de 2020

Construção Sustentável: como isso impacta na saúde dos usuários?

Durante os meses de maio e julho o CTE enredes vem realizando diversos webinars sobre os novos rumos do mercado da Construção Civil em meio a crise Covid-19. Já foram realizados 13 encontros virtuais com diversos convidados de empresas líderes do setor discutindo diversos temas. No Post de hoje, vamos falar sobre o Webinar: Sustentabilidade na construção com o foco na saúde dos usuários!

Para este webinar, estiveram presentes: Felipe Faria, do Green Building Council, Ana Paula Dominguez, da Benx Incorporadora, Lula Gouveia, da SuperLimão Studio e Adriana Hansen, do CTE - Centro de Tecnologia de Edificações.

Uma das principais preocupações das empresas é ter um espaço que seja, de fato, agradável e que se torne produtivo. Principalmente nos dias de hoje, que não se pensa mais em construção como um fato isolado. A certificação de sustentabilidade tem se tornado pauta importante para empresários, ainda mais quando se prova socialmente que uma empresa é empática, por ações responsáveis, mostrando preocupação ambiental e humana.

Certificação LEED

De tão importante que se tornou o assunto - tratar as construções com responsabilidade e praticar a sustentabilidade para que a empresa tenha uma edificação sustentável, que existem certificações para as organizações que se provam como tal. Como é o caso da certificação LEED (Leadership In Energy and Environmental Design // Liderança em Energia e Design Ambiental). Essa certificação importante, tem o intuito de promover e estimular práticas de construções sustentáveis. Para ter a certificação, é preciso seguir algumas diretrizes e processos.

Saiba mais sobre Certificação Leed no post "LEED: O que é e qual sua importância?"

Hoje, diversos tipos de construções seguem os conceitos do LEED, não só empresas, mas também outros tipos de empreendimentos.

Lula Gouveia lembra ainda que, alguns empreendimentos, mesmo não necessariamente certificados, podem incorporar as ações e conceitos de arquitetura bioclimática. Medidas essas importantes e que mostram de fato, que a empresa tem preocupação com a sustentabilidade e a sociedade.

A sustentabilidade e pequenos cuidados garantem a saúde do colaborador

A construção de um espaço é feita para pessoas. São elas que vão usufruir de todo o ambiente. Falando especialmente de colaboradores, eles serão os responsáveis por passar boa parte do seu dia naquele local. É preciso pensar além e medir os impactos aliados à sustentabilidade de um projeto, como o bem estar das pessoas, a saúde e a produtividade que o lugar pode agregar a elas. Para medir tal feito, existem as certificações Well e Fitwel.

Para ter esse certificado, as empresas devem levar em conta diversos fatores, quando do planejamento da edificação, alguns deles são: ar, água, alimento, luz, fitness, conforto e mente.

A busca para atender esses pontos tem um objetivo simples. Quando uma organização conta com colaboradores em bem estar, felizes e saudáveis, a produtividade tende a aumentar.

Já se foi o tempo em que a empresa era somente um espaço onde as pessoas trabalhavam para garantir o sustento. Hoje, elas são marcas em que seus funcionários se tornam porta-vozes e são responsáveis por boa parte de seu marketing.

Por essa razão, há preocupação em manter um equilíbrio entre a vida dessas pessoas e se tornar um espaço humano, que além de tudo, conta com a sustentabilidade em sua estrutura.

Fora das empresas, na construção em geral, se torna cada vez mais comum prédios e residenciais com essa preocupação, em manter uma área verde e locais que proporcionem bem-estar ao cliente/morador.

E graças à tecnologia, é possível adquirir agilidade com o surgimento de novas ferramentas que auxiliam nesse trabalho sustentável. Gouveia, complementa que, “a realidade tecnológica nos permite utilizar tecnologias novas para problemas antigos e ao mesmo tempo utilizar técnicas antigas para problemas novos”.

E o que esperar da construção sustentável pós-pandemia

Para os convidados do webinar, o futuro pode ser de boas expectativas quanto ao cenário da construção sustentável. As pessoas certamente sairão com um grau maior de preocupação com a saúde pública.

Além disso, Felipe aposta nas inovações tecnológicas, como o crescimento da inteligência artificial, que deverá ser incorporada às edificações sustentáveis.

Outra preocupação que os projetos devem levar em conta e certamente serão incorporados pós-pandemia, são espaços abertos e coletivos, que tiveram evidente preocupação em tempos de distanciamento social.

O futuro deve contar com aspectos ainda desconhecidos. Certamente, o que virá pode ditar as novas premissas de um projeto sustentável, direcionar a utilização de tecnologias e até impactar diretamente em políticas empresariais.

Espera-se que a construção sustentável seja abrangente no futuro e contemple diversas classes sociais. Quem sabe, um caminho é o investimento em projetos de construção industrializada, se tornando mais economicamente viáveis nesse aspecto. 

Segundo os convidados, a crise pode ensinar boas e novas práticas ao setor. Demandas diversas serão exigidas no futuro e, dentre elas, o aumento da preocupação com a sustentabilidade nas construções e o processo de industrialização como ponte para a realização deste e tantos outros projetos.

Para assistir o Webinar na íntegra, clique na imagem abaixo.

 

 

Resumo

As construções vão sofrer impactos depois da passagem da Covid-19, isso é fato. A sustentabilidade deve ser questão preponderante a ser incorporada aos projetos imobiliários, esperando, ainda, que seja abrangente e que contemple diversas classes sociais. Construção sustentável nos lembra que espaços são feitos para pessoas porque são elas que vão usufruir deles, além de contribuir para o desenvolvimento de um mundo e sociedade melhores, tornando os ambientes mais agradáveis e produtivos.

Aproveite para assinar o nosso canal e ficar por dentro de todas as novidades!