veja nosso
último artigo

Mercado 3 de Novembro de 2020

Como a Norma de Desempenho garante qualidade aos empreendimentos

Leonardo Jacomini

Resumo do texto

  • O webinar do enredes falou sobre a Norma de Desempenho de Edificações, que serve como referência para a construção civil e parâmetro de qualidade nas obras;
  • A norma confere à obra além de mais qualidade à estrutura, satisfação dos clientes;
  • Algumas das preocupações das normas são: vida útil do projeto, definição de responsabilidades, entre outras;
  • Clientes ainda não têm ideia dos benefícios completos e empresas não aproveitam a norma como um diferencial competitivo.

A Norma de Desempenho de Edificações, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) entrou em vigor desde 2013 e desde então vem provocando mudanças no setor da construção civil com critérios importantes a serem seguidos, que resultam em maior qualidade nos empreendimentos e satisfação para os clientes.

O tema foi discutido em um webinar promovido pelo enredes através do canal do Youtube. Roberto de Souza recebeu os convidados: Fabio Vilas Bôas, da Tecnisa, Daniel Toledo, da Königsberger Vannucchi Arquitetos Associados, Rodrigo Ratão, da Saint Gobain e Carlos Del Mar, da Del Mar & Associados Advogados.

                                                      

Os avanços da Norma de Desempenho

A Norma de Desempenho tem sido muito importante como referência para a construção civil. Contar com um marco regulatório é ter mais do que regras a serem seguidas, mas um parâmetro para entregar qualidade ao consumidor e aumentar a competitividade do setor. Entendendo que quem põe em prática as normas, se preocupa com uma série de especificações como: vida útil do projeto, definição de responsabilidades e critérios estruturais em pisos, vedações, coberturas e instalações hidrossanitárias, entre outras.

O maior mérito da Norma de Desempenho para Fábio é que além de propor um conceito novo de avaliações das unidades de sistemas construtivos em geral, ela traz o sistema normativo para o dia a dia tanto do consumidor quanto do mercado.

Para Daniel, um dos benefícios da norma é projetar propriamente para o desempenho. Isso gera benefícios como a melhoria das edificações e dos espaços habitacionais em diversos segmentos. Além disso, o consumidor está cada vez mais informado e exigente quanto a busca dessas melhorias.

Carlos concorda que desde que está em vigor, a norma propicia analisar uma obra muito mais pelo lado da qualidade que ela propõe e não somente por normas técnicas - que são prescritivas e mais “parecidas com uma receita”.

E se o consumidor está mais atento ao assunto é porque a Norma de Desempenho tem ganhado visibilidade e transparência para o assunto no mercado e a sociedade em geral. 

Como os clientes enxergam a norma

Apesar da Norma de Desempenho ter dado visibilidade ao assunto, Rodrigo acredita que o consumidor ainda não tem ideia de todos os benefícios que pode ter, “ele (consumidor) está numa curva de aprendizagem sobre o assunto” e aos poucos começa a se tornar mais exigente sobre a temática.

O cliente ainda precisa tomar ciência de que o empreendimento/habitação pode conquistar melhorias em conforto, isolamento térmico, acústico e muito mais.

Descuido do mercado também é não utilizar a norma como um diferencial competitivo. Na opinião de Fábio, muitas empresas ainda brigam por causa das exigências ao invés de discutir quem segue e cumpre a Norma de Desempenho. Isso certamente abriria mais concorrência e aumentaria o conhecimento por parte dos clientes.

Daniel também acredita no potencial competitivo. As empresas devem melhorar e se qualificar para continuar no mercado e segundo ele, “aquelas que querem fazer bem feito, ganham espaço nesse momento.”

A Norma de Desempenho tem tudo para melhorar o setor da construção civil, mas ao mesmo tempo, já são sete anos da sua criação e o assunto ainda é pouco discutido nas construtoras/incorporadoras. Quando o cliente não tem acesso a esse tipo de conhecimento, é difícil de exigir tais melhorias, por isso fica a dúvida de como fazer o tema chegar cada vez mais à sociedade.

O que a Norma de Desempenho ensinou na pandemia?

Conformidade entre os convidados, o que a pandemia mais evidenciou, foi sem dúvida a relação das pessoas com suas residências. Com o isolamento social e grande parte da população de home office, os mínimos detalhes foram percebidos em questões de melhorias. A Norma de Desempenho pode ter tido a ausência notada por aqueles mais ligados ao tema.

A partir de agora as pessoas estão dando mais valor a suas casas, segundo Daniel. A qualidade do espaço, do desempenho e minuciosas percepções são notadas, resultando em maior preocupação com a qualidade das moradias.

Muitas pessoas tinham somente o hábito de utilizar a casa para dormir. Agora trabalham e passam o dia todo nela. É preciso conviver com ruídos de vizinhos e obras, por exemplo, e isso pode impactar diretamente na forma de projetar ambientes e até na escolha de novos imóveis, na visão de Rodrigo.

Observando todas essas mudanças, as pessoas começaram a se preocupar mais com conforto e certamente devem afinar suas escolhas futuras em relação à moradia. A Norma de Desempenho contribui para ambientes cada vez melhores, confortáveis e duráveis. Empresas que participarem dessas transformações e contribuírem para que clientes conheçam esses meios que garantem diversos benefícios, vão ganhar espaço e simpatia do mercado.

Acompanhe o webinar na íntegra: