veja nosso
último artigo

Tecnologia 6 de Maio de 2020

As 7 Dimensões do BIM

O BIM, processo de modelagem digital de edificações, compreende muito mais do que projetos em três dimensões. Atualmente, o BIM é capaz de contemplar sete dimensões de informação, que abrangem todos os elos da cadeia da construção e permitem mais eficiência na colaboração e compartilhamento de informação entre todos os envolvidos no projeto. Confira a seguir as sete dimensões:

BIM 3D – Modelo paramétrico

É o modelo virtual da edificação em 3 dimensões, que permite integrar representações gráficas de diversos elementos construtivos às informações de projeto. Dessa forma, o modelo pode fornecer, além da visualização da edificação, dados importantes para as próximas etapas da concepção da edificação, como: planejamento, orçamento, gestão da obra, operação e outros.

O modelo paramétrico permite, também, a análise de interferência entre elementos de projetos de diferentes disciplinas e torna possível o ajuste, ainda em projeto prévio, à execução da obra. Note que a grande vantagem dessa análise é a redução do retrabalho e os desperdícios no canteiro de obra.

BIM 4D – Tempo e planejamento de execução da obra

A quarta dimensão é o tempo. O projeto BIM 4D inclui informações que tornam possível vincular o modelo elaborado a um cronograma, gerando um planejamento visual do andamento geral da obra. Isso permite o acompanhamento do avanço físico das fases da obra, em tempo real, possibilitando simulações de deslocamento no canteiro, entregas, armazenamento de materiais e requisitos mínimos de espaço para cada equipamento, por exemplo.

BIM 5D – Orçamento

A quinta dimensão é a inclusão das informações sobre os custos dos materiais e da obra no modelo virtual, o que permite, a partir dos quantitativos gerados, a orçamentação rápida e precisa do empreendimento. Por se realizar de forma integrada ao modelo, a orçamentação pode ser atualizada automaticamente, evitando retrabalho.

O BIM 5D permite, também, o acompanhamento e simulações de diversos cenários financeiros dos gastos da obra, garantindo previsibilidade e até ensaios de redução de custos.

Nesta etapa é de extrema importância a disponibilidade de objetos para modelagem BIM, com versão brasileira quanto à especificação do produto para que o orçamento seja assertivo e realista.  Cabe aos fabricantes/fornecedores de produtos disponibilizar e atualizar as bibliotecas BIM de seus produtos.

BIM 6D – Sustentabilidade

Os modelos BIM ainda contam com a possibilidade de incluir aspectos de sustentabilidade na edificação, essa é a sexta dimensão do projeto. Por meio de ferramentas de cálculos integradas ao modelo do empreendimento, é possível realizar simulações e análises de conforto e eficiência energética, viabilizando a concepção de edificações sustentáveis.

BIM 7D – Manutenção e Operação

A sétima dimensão do projeto em BIM contempla o ciclo de vida da edificação, onde as informações importantes para a operação da construção, tais como: modelos de equipamentos, garantia de fabricantes e especificações técnicas, são incluídas no modelo para que a manutenção e gestão da edificação possam ser realizadas com eficiência. Isso permitirá que os gestores do empreendimento consigam agendar manutenções preventivas e monitorar o consumo de recursos do edifício, otimizando a operação da edificação, conforme previsto em projeto.

 

Essas são, apenas, algumas características que podem ser contempladas em um projeto em BIM. A partir delas, empresas do setor AEC (Arquitetura, Engenharia e Construção) são capazes de alcançar diferenciais competitivos e consolidar sua presença no mercado.